Destaque

Jogo rápido

Imagem internet

Está naquela correria, sem tempo pra nada? Não tem problema nenhum, cola aqui que a informação é expressa! 😉

1- A cárie depende da DIETA e da HIGIENE BUCAL do indivíduo

2- A Odontologia para BEBÊS modifica a filosofia passada de busca do profissional somente quando o tratamento é necessário tornando a EDUCAÇÃO para PREVENÇÃO uma realidade mundial!

3- ROER AS UNHAS traz bactérias da mão a boca além de ocasionar desgaste no esmalte dental

4- Incentivar a HIGIENE BUCAL desde cedo favorece a disciplina e o cuidado por toda a vida!

5- O adulto que chupou CHUPETA em excesso quando criança tende a descontar a tensão no cigarro e na comida

6- O nascimento dos PRIMEIROS DENTINHOS coincide com a maturação das glândulas salivares, por isso o bebê baba bastante

7- O FLÚOR não evita a cárie, mas é o único que reduz a sua velocidade de progressão

8- As crianças devem passar o FIO DENTAL sozinhas só após os 12 anos de idade

9- A boa SAÚDE BUCAL DA MAMÃE contribui para evitar partos prematuros, baixo peso ao nascimento e pré-eclampsia

10- O início da FORMAÇÃO DOS DENTES ocorre na sexta semana de vida intrauterina, assim condições desfavoráveis nesta época como o uso de medicamentos, cigarro, álcool e desnutrição podem trazer problemas para a saúde bucal do bebê!

Destaque

Liga o som!

Imagem internet

Você sabia que a música além de contribuir para o armazenamento de palavras ao vocabulário e desenvolvimento da fala, auxilia na REDUÇÃO da ANSIEDADE das crianças no consultório odontológico? Seu uso é um recurso seguro, eficaz, de baixo custo e melhor ainda: execução simples! Mas claro que tem a música certa, né! Músicas calmas e tranquilas. Acostume seu(sua) filho(a) mamãe e procure um profissional antenado no assunto 😉

Destaque

PAPO RETO: escovação

Imagem internet

É preciso escovar os dentes TODOS os dias! A escovação NOTURNA é a mais importante, porém ela não deve ser a única! O segredo é não escovar com força e nem rápido demais. Utilizar uma escova com cerdas bem macias e com cabeça pequena. Para limpar bem os dentes é preciso escovar todos os lados dele (frente, trás e ainda nos dentes do fundo escovar a região que a gente usa para mastigar). E lembrem-se: nada de exagerar no creme dental, é só uma “sujeirinha”.

Leia + aqui no blog:

1-https://descomplicaodontopediatria.com/2019/08/20/escova-de-dente-eletrica-funciona-mesmo/ ;

2-https://descomplicaodontopediatria.com/2019/03/25/qual-escova-de-dente-comprar/ ;

3-https://descomplicaodontopediatria.com/2018/01/24/vamos-falar-sobre-a-higienizacao-da-lingua/ ;

4-https://descomplicaodontopediatria.com/2017/11/29/vamos-falar-sobre-a-escovacao-dental/ ;

5-https://descomplicaodontopediatria.com/2017/08/16/dra-tassia-quando-comeco-a-usar-o-fio-dental-noa-meuminha-filhoa-ele-e-mesmo-importante/ ;

6-https://descomplicaodontopediatria.com/2018/02/09/leitura-do-dia-colgate/

Destaque

Começando o ano com o pé direito

⚠ Odontologia para pacientes com necessidades especiais é ampliada na rede pública ⚠

A assistência odontológica voltada para pacientes com necessidades especiais inicia o ano com novos serviços na rede pública de saúde.

O olhar inclusivo para 23,9% da população integra também qualificação dos Cirurgiões-Dentistas que atuam nessa área.

São mais de 60 novos serviços disponibilizados pelo Ministério da Saúde, na Odontologia e Ortopedia, que prevê garantir melhor qualidade de vida para 1 milhão de pessoas no atendimento realizado em Centros de Especialidades Odontológicas (CEO), Centros Especializados para Pacientes com Doenças Raras, Centros Especializados em Reabilitação, Rede de Cuidados à Saúde da Pessoa com Deficiência e Oficinas Ortopédicas.

Fonte consultada: http://cfo.org.br/website/inclusao-social-odontologia-para-pacientes-com-necessidades-especiais-e-ampliada-na-rede-publica-com-qualificacao-para-cirurgioes-dentistas/

Destaque

Dra. Tássia, uma vez tratada a cárie não volta NUNCA mais?

Imagem BBC News Brasil

A cárie pode voltar sim! Quando tratamos um dente cariado, restauramos a cavidade no dente com um material restaurador, porém o dente NÃO ganha “super poderes” e NÃO fica invencível contra a cárie. Caso não haja cuidado e uma boa higiene bucal, uma nova cárie pode surgir ao lado da restauração realizada. Por isso a PREVENÇÃO É FUNDAMENTAL!

Destaque

PAPO RETO: cárie no dente de leite

Imagem internet

Dente de leite com cárie é problema SIM! Sabe por quê? Porque ele nasce aos 4 meses e dura até os 12 anos na boca, porque criança com cárie precoce tende a ter cárie na vida adulta também, ou seja, o dente permanente não ficará livre dessa, porque a infecção do dente de leite vai para outros locais e órgãos como o coração, por exemplo, porque a cárie gera dor e noite mal dormida para os pais e a criança, porque o dente “preto” gera bullying e baixa a autoestima da criança e por fim, caso o dente de leite seja extraído antes da hora o dente permanente pode ficar torto.

Destaque

Cuidado com a Ondansetrona

A ANVISA (Agencia Nacional de Vigilância Sanitária) alerta para o risco de más formações congênitas (fenda palatina) com o uso de ondansetrona (ex. Vonau), medicamento utilizado na prevenção e tratamento de náuseas e vômitos. Ressalte-se que o mecanismo pelo qual a ondansetrona pode interferir na gravidez humana é desconhecido. Dessa forma, a segurança durante o segundo e o terceiro trimestre da gestação não está estabelecida. As investigações continuam e pode ser que futuramente o uso desse medicamento por mulheres grávidas seja contra indicado.

Texto completo disponível em: http://tiny.cc/z163dz
Destaque

Quando os dentes surgem?

Os dentes de leite nascem, caem e são substituídos pelos dentes permanentes que nos acompanharão até a nossa velhice. Neste processo todo muitas vezes há uma certa confusão em relação aos nomes dos dentes e a idade em que aparecem, não é mesmo? Então, para facilitar seguem-se os esquemas ilustrativos com o nome de cada dente, a fase da troca e a idade com que surgem. Divirtam-se! 🙂

Imagens retiradas do Guia de Saúde Oral Materno-Infantil (link disponível na página Material Educativo do blog, confira!)
Destaque

Aleitamento materno SIM!

Imagem Internet

O aleitamento materno é recomendado para TODAS as crianças, de maneira exclusiva até os 6 meses. Isso significa que NÃO é recomendado oferecer nenhum outro tipo de alimento e/ou líquidos neste período. Só o aleitamento materno é capaz de prevenir a obesidade, má oclusão dental, promover ganho de peso saudável, além de melhorar a aceitação de vegetais na infância. 😉

Destaque

4 regras básicas para o controle da cárie

1- Limite o consumo de açúcar em alimentos e bebidas e evite açúcares livres para crianças com menos de 2 anos de idade.

2- Escove os dentes pelo menos duas vezes por dia com pasta fluoretada (1000 ppm de flúor) usando uma quantidade adequada de creme dental na escova.

3- Obtenha orientações preventivas já no primeiro ano de vida.

4- E finalmente…vá a um Odontopediatra para manutenção e cuidados preventivos.

Fonte consultada: Cárie na Primeira Infância: Declaração de Bangkok da IAPD - Pitts N, Baez R, Diaz-Guallory C, et al. Early Childhood Caries: IAPD Bangkok Declaration. Int J Paediatr Dent. 2019; 29:384-38

Destaque

Pais e Mães detetives? Como assim?

Imagem internet

É preciso olhar sempre a boca das crianças. Vocês pais, são os responsáveis por cuidar da saúde bucal dos seus filhos entre o intervalo de uma consulta e outra no(a) Odontopediatra. Qualquer alteração detectada previamente tem um bom prognóstico e menores consequências ao paciente.

E o que devo observar Dra. Tássia?

O básico: gengiva, dentes e língua!

Imagem internet – dentes e gengiva sadios
Imagem internet – língua sadia

Na gengiva deve-se verificar a cor rosada (e não avermelhada), constatar ausência de ferimentos, de inchaço, de bolinha de pus e sangramento. Para os dentes é preciso estar atento a cor (que nos dentes de leite é bem branquinho) e ao formato. Qualquer mancha escura deve ser examinada pelo Odontopediatra. E na língua, verificar se não há alteração de cor e ferimentos.

**E não se esqueça, somente o Odontopediatra é capaz de realizar um exame completo. Visite-o sempre!

Destaque

Odontope… o quê?

Imagem internet

Odontopediatria é a especialidade que tem por objetivo o diagnóstico, a prevenção, o tratamento e o controle dos problemas de saúde bucal do bebê, da criança e do adolescente. É responsabilidade da Odontopediatria a educação para a saúde bucal e a integração desses procedimentos com os dos outros profissionais da área da saúde.

Destaque

Cuidado com os bicos artificiais!

Imagem internet

O uso frenético de bicos artificiais (mamadeira e chupeta) traz muitos prejuízos para seu bebê. Há desmame precoce, alterações na arcada dental, disfunções respiratórias, mastigatórias, na fonoarticulação das palavras e acima de tudo, pode favorecer a dependência emocional grave da criança. Por isso, o uso deve ser feito com restrições, em casos específicos e ainda, ser eliminado o quanto antes. Vamos seguir esta ideia!

Leia mais em: https://www.sbp.com.br/especiais/pediatria-para-familias/cuidados-com-o-bebe/uso-de-chupeta-os-pros-e-os-contras/
Destaque

Que tal usar um aplicativo para auxiliar a escovação dental do seu filho?

Alguns aplicativos podem ajudar bastante. Sabiam? Disney Magic Timer da Oral-B ajuda o seu filho a escovar os dentes sem pressa. Após baixá-lo, clique no botão PINCELAR e um cronômetro de 2 minutos rodará na tela. Enquanto seu filho escova os dentes (com a supervisão de um adulto) uma música tocará e um desenho surpresa vai sendo revelado na tela do seu celular ou tablet. Super legal!

*ATENÇÃO: muito cuidado ao manusear aparelhos eletrônicos próximos da água. Risco de choque!

Veja mais em: https://www.youtube.com/watch?v=OsZ4k5Oqvfo

Destaque

Onde a fada do dente mora?

A fada do dente mora em um endereço certo e fica na Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (FOUSP).

Mas o que isto significa, Dra. Tássia? Significa que você pode doar os dentinhos de leite do seu filho para a fada e assim ajudar em muitas pesquisas.

E como eu faço isso? Muito simples, é só acessar http://www.enderecodafadadodente.com.br/#sheader e lá você envia os seus dados (email, nome, endereço) e pronto, você receberá uma cartinha contendo um envelope para colocar os dentinhos. Assine o documento e corra direto para os CORREIOS.

Destaque

É mais saudável fazer o creme dental em casa?

A internet está repleta de receitas de creme dental caseiro. Alguns ingredientes utilizados são a cúrcuma, o bicarbonato de sódio e até o mel. Porém, não há evidência científica que comprove a eficácia destes cremes e mais: estas receitas NÃO são testadas e aprovadas. Então, não caia nessa!

Destaque

Dra. Tássia, o que é fluorose?

Imagem: Dicas Odonto

Intimamente ligada à ingestão excessiva de flúor, a fluorose caracteriza-se por manchas (estrias) esbranquiçadas que aparecem nos dentes permanentes. Em casos severos, ocasiona a perda de estrutura dentária. “O flúor é um benefício maravilhoso, mas precisa ser usado com cuidado”, Mary Hayes, Odontopediatra de Chicago.

Estudos realizados no Brasil, indicaram uma alta prevalência de fluorose em crianças de Teresina – Piauí (Moura et al., 2016); prevalência estacionária entre 1998 e 2010 na cidade de São Paulo (Narvai et al., 2013) e baixa prevalência no sul do nosso país (Azevedo et al., 2014).

Nos Estados Unidos, pais de mais de 5 mil crianças de 3 a 15 anos foram entrevistados e concluiu-se que 40% das crianças norte-americanas entre 3 e 6 anos costumam encher a escova com o creme dental –  fato super perigoso para desenvolver a doença.

Mas, lembrando que somente o EXCESSO de flúor é prejudicial. A exposição ao flúor da água potável, o consumo de alimentos preparados com água fluoretada e a escovação diária com creme dental com flúor podem ser recomendadas para controlar a progressão da cárie em nível populacional (Aimée et al., 2017).

Leia + sobre o assunto aqui no Descomplica: https://descomplicaodontopediatria.com/2018/07/16/descomplicando-o-fluor-na-agua/

https://descomplicaodontopediatria.com/2018/04/28/dra-tassia-qual-a-quantidade-de-creme-dental-devo-usar/

Bibliografia consultada:

Epidemiological surveillance of dental fluorosis in a city with a tropical climate with a fluoridated public drinking water supply; Moura et al., 2016.

Dental fluorosis in children from São Paulo, Southeastern Brazil, 1998-2010; Narvai et al., 2013.

Factors associated with dental fluorosis in school children in southern Brazil: a cross-sectional study; Azevedo et al., 2014.

Dental caries, fluorosis, oral health determinants, and quality of life in adolescents; Aimée et al., 2017.

https://revistacrescer.globo.com/Criancas/Saude/noticia/2019/02/40-das-criancas-usam-mais-pasta-de-dente-do-que-deveriam.html

Destaque

Devo mascar chiclete?

De vez em quando sim! O chiclete, desde que seja SEM AÇÚCAR, pode auxiliar à higiene bucal. Ele estimula a salivação em até 10 vezes, aumentando a lubrificação da boca e neutralizando os ácidos produzidos pelas bactérias que causam a cárie. E se estiver escrito na embalagem da goma de mascar que ela contém xilitol ou sorbitol, melhor ainda! Na presença desses adoçantes as bactérias NÃO conseguem fazer a fermentação (como acontece com o açúcar) e os dentes ficarão protegidos. Mas, nada de trocar a escovação após o almoço pelo chiclete, hein?


Destaque

Diga NÃO ao colar!

A Administração de Medicamentos e Alimentos dos Estados Unidos (FDA U.S.) publicou hoje, dia 20 de dezembro, um alerta oficial sobre os riscos de segurança que as joias usadas para aliviar a dor da dentição representam para as crianças (o popular colar de âmbar). Houve relatos de morte e ferimentos graves em bebês e crianças, incluindo estrangulamento e asfixia.

Aqui no BLOG já falamos sobre o assunto e eu, Dra. Tássia, NÃO recomendava o uso deste dispositivo. FIQUEM LIGADOS!

Destaque

Come iogurtes? Então atenção!

Apenas 2% dos iogurtes destinados as crianças são de baixo teor de açúcares. A maioria dos iogurtes (tipo “danoninho” e outros) tem a mesma concentração de açúcar que um refrigerante comum. 

“Com um iogurte e um petit suisse de manhã, uma criança de quatro anos já consumiu mais açúcar que o recomendado — e ainda falta o dia inteiro para comer”.

Notícia completa disponível em: https://bit.ly/2ztMuNQ

Destaque

Maçã previne cárie?

As fibras presentes na fruta auxiliam a limpeza dos dentes, enquanto suas propriedades antibacterianas impedem que as bactérias cariogênicas proliferem. Além disso, as maçãs estimulam a secreção de saliva (um composto alcalino), prevenindo o aparecimento da cárie. Pesquisas comprovando esses benefícios já estão sendo divulgadas internacionalmente. Mas, não vale só comer maçã, tem que escovar os dentes também!

Referência utilizada neste post: https://bit.ly/2OSdhrQ

Destaque

É mito ou é verdade?

Sabe aquela dúvida sobre a saúde bucal que você não responde com muita certeza? Vamos acabar com isso!

Mito ou verdade Escovar os dentes adequadamente é a melhor forma de prevenir a cárie?

VERDADE A escovação deve ser feita sempre após as principais refeições, com escova de cerdas macias, arredondadas e de cabeça pequena para não traumatizar gengiva, bochecha e língua e ainda facilitar a limpeza dos dentes posteriores. Higienizar a língua e utilizar o fio dental também são fundamentais!

Mito ou verdade – Uma vez tratada a cárie não reaparece?

MITO Quando tratada, a cavidade do dente é restaurada. No entanto, se o indivíduo continuar não cuidando da higienização bucal, poderá surgir nova cárie ao redor da nova restauração (foto abaixo).

fstdsgdfh

Mito ou verdade – Goma de mascar sem açúcar ajuda no combate a cárie?

MITO A goma de mascar sem açúcar não provoca a cárie, mas também não ajuda a preveni-la.

Mito ou verdade – Toda cárie provoca dor?

MITO Nem toda cárie provoca dor. Em muitos casos, manchas brancas ou pequenas lesões são identificadas durante o exame odontológico sem que o indivíduo tenha se queixado de dor.

Mito ou verdade 5 – Consumir muito açúcar ajuda na formação da cárie?

VERDADE Ao ingerir qualquer tipo de carboidrato refinado (pão, macarrão, doces, frutas…) o processo de produção de ácido pelas bactérias que causam a cárie tem início. Este ácido desmineraliza o esmalte dental criando cavidades no dente.

Referência: Associação Brasileira de Odontologia - Mitos e verdades sobre a saúde bucal, disponível em: https://bit.ly/2qlSiny
Destaque

Se liga nessa! Nada de pomada anestésica não!

Para o alívio do desconforto gerado pelo nascimento dos dentinhos, é indicado:

1. Dar o mordedor gelado à criança, coloque-o por 1 hora na geladeira.

2. Massagear suavemente a gengiva da criança com o dedo envolvido por uma gaze limpa.

Destaque

Qual a importância dos dentes de leite?

1 Рmastigar os alimentos, etapa importante da digesṭo.

2 Рauxiliar nos crescimento dos ossos e m̼sculos da face.

3 Рauxiliar na pron̼ncia correta das palavras.

4 Рum belo sorriso contribui para apar̻ncia e autoestima da crian̤a.

5 Рguardar o espa̤o para os dentes permanentes que viṛo.

Destaque

DESCOMPLICAndo – removendo o hábito de chupar o dedo

1. Em primeiro lugar, muita paciência. Nenhum comportamento muda de uma hora para outra, nem com adultos e nem com crianças. É preciso tempo e compreensão durante esse processo.

2. Ofereça à criança um espaço para falar sobre seus sentimentos. Estimule conversas que permitam a expressão das emoções, fale sobre si, pergunte sobre o dia dela e demonstre que se interessa por seus assuntos.

3. Proponha atividades manuais. Recortar, colar, pintar, desenhar… Ao estar com as mãos ocupadas, muitas vezes a criança não se lembra de levá-la à boca.

4. Brinquem de desenhar nas pontas dos dedos, coloquem adesivos ou curativos coloridos. Os “dedinhos enfeitados” podem ser um estímulo a mais para que a criança não os coloque na boca.

5. Interrompa o hábito durante o sono. Quando perceber que a criança está dormindo com o dedo na boca, tire de maneira delicada.

6. Aumente o tempo das mamadas. Se a criança ainda mama no peito, deixa-la sugar por mais tempo pode ajudar, já que chupar o dedo pode sinalizar uma carência afetiva.

7. Não tenha atitudes radicais. Colocar pimenta, pó de café ou qualquer outra substância amarga ou picante nos dedos da criança pode agredir seu organismo e não será eficaz.

8. Não ridicularize a criança na frente de outras pessoas. Essa atitude pode aumentar ainda mais sua ansiedade e insegurança.

9. Ofereça às crianças mais velhas alimentos fibrosos, frutas e legumes.

10. Se a dificuldade persistir procure ajuda especializada. Odontopediatras, fonoaudiólogos, nutricionistas e psicólogos podem orientar a melhor maneira de auxiliar a criança.

Texto retirado do, Blog da Leiturinha (Flávia Carnielli)
Destaque

NÃO confie só na Internet!

CROSP alerta para o risco do uso de produtos de saúde bucal sem base científica

População deve ficar atenta para as ofertas que NÃO tenham embasamento científico e que NÃO tenham sido recomendadas ou prescritas (no caso de produtos controlados) pelo cirurgião-dentista. Embora a Internet propicie muitos benefícios para seus usuários, é preciso ficar atento aos sites e mídias sociais que proliferam informações sobre procedimentos e produtos de saúde bucal, sem base científica ou registro em órgãos regulatórios como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O alerta é do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) e vale, especialmente, para as receitas caseiras divulgadas de forma irresponsável.

Lembre que: bons resultados só são possíveis a partir do uso de pasta de dente, enxaguante, fio ou fita dental. O uso correto desses produtos ainda é a forma mais segura de higienização e combate à cárie.

Fonte: http://abodontopediatria.org.br/site/?p=1157
Destaque

É o fim da cárie?

A CÁRIE PODE E DEVE SER CONTROLADA!

Imagem internet

De acordo com o Prof. Dr. Jaime Cury (Unicamp), a regra é simples:

1) Escovar os dentes (bem caprichado) pelo menos 2x ao dia, com creme dental que contenha flúor (quantidade de 1.100 ppm de flúor esta informação consta no verso das embalagens dos cremes dentais, nas letras miúdas) e 2) Não consumir açúcar mais que 6x ao dia. 

Destaque

Odontopediatria NÃO pode ser “varrida” pela tecnologia

image1-1024x520

Sobre o Odontopediatra: “Este profissional tem que olhar no olho da criança. Precisa ter a empatia que a Inteligência Artificial não tem. Colocar-se no lugar do outro. Ter o neurônio espelho. Tentar simular em si a condição do outro e tomar atitudes corretivas. O diagnóstico, sim, pode ser feito por Inteligência Artificial. Mas é preciso lidar com a emoção humana, que é muito mais complexa e não é modelável por algoritmos”.

Leia a matéria completa http://www.gazetadopovo.com.br/economia/livre-iniciativa/carreira-e-concursos/4-profissoes-que-devem-ser-varridas-pela-tecnologia-e-quatro-que-vao-sobreviver-63v0oki8qze4nka7q0w3ljbpk
Destaque

Dra. Tássia, o que causa mau hálito no meu bebê?

Imagem internet

O mau hálito no bebê é causado principalmente por: 1] Má higienização da boca 2] Má higienização da língua 3] Má higienização da chupeta e 4] Hábito de respirar pela boca.

Lembrando que:

*A presença de cáries e placa bacteriana, faz com que o bebê apresente mau hálito. Cuide da higiene oral!

*O leite (mesmo o do seio materno), fica ‘grudado’ na língua e origina a saburra lingual, língua esbranquiçada, o que indica que a língua está ‘suja’ e precisa ser escovada.

*O hábito de respirar pela boca promove uma diminuição da saliva, ou seja, a saliva evapora e a boca fica seca, favorecendo a instalação do mau hálito proveniente das bactérias da boca.

Fontes menos comuns do mau hálito infantil:

1] Problemas estomacais

2] Consumo constante de alimentos de sabor muito forte, como alho e cebola

3] Amígdalas inflamadas

4] Sinusites

Destaque

Células tronco dos dentes de leite

No nosso país, é permitido armazenar os dentes de leite, mas não é permitido prometer tratamento para nenhuma doença. Ainda não há segurança para a aplicação das células tronco em seres humanos.

A polpa do dente de leite contém células tronco mesenquimais, assim como o cordão umbilical. A vantagem, neste caso, é a obtenção não invasiva. A coleta deve ser feita antes do dente de leite cair. Neste caso, o dente precisa ser extraído de forma asséptica por um cirurgião dentista e em seguida ser enviado a um laboratório específico para o armazenamento em nitrogênio líquido a -196º, conhecido também como crio preservação.

Lembrando que este é um serviço pago!

 

Destaque

Dra. Tássia, a partir de qual idade meu filho pode ter cárie?

A cárie pode existir a partir do momento que nasce o primeiro dentinho do bebê. Se não houver higienização da boca, as bactérias irão aderir ao dente e produzir um ácido que inicia o processo de desmineralização do esmalte dentário, ocasionando a doença.

Destaque

Criança também trata o canal do dente?

Imagem internet

Sim, crianças também realizam o tratamento endodôntico (canal) nos dentes de leite.

Mesmo que o dente de leite caia, é preciso cuidar e assim, mantê-lo saudável na boca do seu filho. Com isso, além de garantir a saúde bucal, o espaço para o dente permanente irromper será preservado. Caso o tratamento de canal não seja realizado, uma exodontia (extração) será indicada. E extrair um dente da boca do seu filho é pensar que muitos anos poderão se passar até chegar a hora certa do dente permanente irromper no local.

Destaque

Enxaguante bucal infantil, quando usar?

enxaguante-bucal-a-casa-o-banheiro-1335152.jpgExistem muitos enxaguantes disponíveis no mercado para o público infantil. Porém, deve se ter cuidado com a utilização em crianças devido ao risco de deglutição do produto. Em média, a idade para o início do uso do enxaguante com flúor é a partir dos 8 anos de idade, porém o ideal é sempre consultar o Odontopediatra para a recomendação correta.


DICA DO Leiam as recomendações do fabricante nas embalagens dos produtos e NUNCA deixem o enxaguante bucal ao alcance das crianças. Seu uso deve ser sempre controlado!

Destaque

Quando a criança pode escovar os dentes sozinha?

Imagem internet

Atenção, a escovação das crianças e o uso do fio dental deve ser supervisionada até os 12 anos de idade! Somente a partir daí, ela poderá se virar sozinha. Viu como é importante cuidar? 😉

Destaque

Dra. Tássia, antibióticos prejudicam os dentes?

Imagem internet

Não! Acontece que antigamente um antibiótico chamado tetraciclina era muito utilizado pelos pediatras e este antibiótico causava manchamento nos dentes, mas só isso! O que devemos saber, é que hoje os antibióticos tem um sabor agradável para as crianças, ou seja, eles contém muito açúcar na composição e por isso, escovar os dentes após o uso da medicação é fundamental!

Destaque

Cuidado com a cárie na primeira infância (CPI)

Imagem retirada de Rev@odonto

A cárie na primeira infância refere-se a presença de 1 ou + dentes cariados, restaurados e até perdidos em crianças com menos de 6 anos de idade. Esta doença traz um grande impacto na qualidade de vida das crianças.

Além da má higiene oral, as crianças pequenas podem apresentar um padrão inadequado de amamentação. Muitos pais colocam a criança na cama para um cochilo com a mamadeira pendurada na boca. A criança adormece e o leite açucarado se espalha por toda a superfície dos dentes. Então, os micro organismos cariogênicos ‘atacam’ os dentes (produzem ácidos decorrentes da fermentação dos açúcares adicionados ao leite) e a doença progride rapidamente.

Assim, as recomendações para evitar a CPI incluem: limitar o consumo de açúcar em alimentos e bebidas em crianças com menos de 2 anos de idade, escovar os dentes duas vezes por dia com pasta fluoretada (ao menos 1000 ppm) usando uma quantidade
adequada e obter orientações preventivas no primeiro ano de vida com um Odontopediatra de confiança.

Destaque

Dra. Tássia, quando começo a usar o fio dental na minha filha? Ele é mesmo importante?

Imagem internet

Sim, o fio dental é muito importante! Só ele é capaz de remover os restos de comida que ficam presos entre os dentes. O não uso do fio favorecerá o aparecimento da cárie entre os dentes, a chamada cárie interproximal. Assim, é importante que ele seja introduzido desde cedo!

Em alguns casos, mesmo que a criança tenha somente 1 ou 2 dentinhos (por volta dos 6-8 meses de idade) o fio dental pode ser utilizado para remover os resíduos de alimento da gengiva. Porém, a idade mais comum para o uso do fio dental é aos 28-30 meses de idade, quando a criança já tem a dentição decídua completa.

Destaque

Dra. Tássia, é verdade que a cárie começa com uma mancha branca no dente?

Imagem retirada de blog.superdental

Sim, a primeira manifestação da doença cárie é uma mancha branca. Porém, o Odontopediatra precisa avaliar a mancha, pois ela pode estar ativa ou inativa. Se estiver inativa (ufa!) podemos todos ficar mais tranquilos, só continuar escovando muito bem. ††Mas, se a manchinha estiver ativa, alguns cuidados deverão ser tomados para evitar que a cárie progrida. Por isso é muito importante visitar o dentista!


Manchas brancas nos dentes podem significar outros problemas, como fluorose e hipoplasia de esmalte. Assim, o diagnóstico diferencial feito por um profissional é fundamental.