Cuidado com os bicos artificiais!

Imagem internet

O uso frenético de bicos artificiais (mamadeira e chupeta) traz muitos prejuízos para seu bebê. Há desmame precoce, alterações na arcada dental, disfunções respiratórias, mastigatórias, na fonoarticulação das palavras e acima de tudo, pode favorecer a dependência emocional grave da criança. Por isso, o uso deve ser feito com restrições, em casos específicos e ainda, ser eliminado o quanto antes. Vamos seguir esta ideia!

Leia mais em: https://www.sbp.com.br/especiais/pediatria-para-familias/cuidados-com-o-bebe/uso-de-chupeta-os-pros-e-os-contras/

Que tal usar um aplicativo para auxiliar a escovação dental do seu filho?

Alguns aplicativos podem ajudar bastante. Sabiam? Disney Magic Timer da Oral-B ajuda o seu filho a escovar os dentes sem pressa. Após baixá-lo, clique no botão PINCELAR e um cronômetro de 2 minutos rodará na tela. Enquanto seu filho escova os dentes (com a supervisão de um adulto) uma música tocará e um desenho surpresa vai sendo revelado na tela do seu celular ou tablet. Super legal!

*ATENÇÃO: muito cuidado ao manusear aparelhos eletrônicos próximos da água. Risco de choque!

Veja mais em: https://www.youtube.com/watch?v=OsZ4k5Oqvfo

Qual escova de dente comprar?

Sempre bate aquela dúvida, então vamos apresentar algumas escovas dentais disponíveis nos supermercados e farmácias e destacar os pontos importantes. *Atenção, isto não é merchandising!

A PRIMEIRA ESCOVA

Cuidados são essenciais para escolher a melhor escova para o bebê.


Oral-B Stages 1: 4-24 meses
Cerdas BEM macias e o cabo longo facilita a preensão do adulto para a escovação dos dentes do bebê. Limitação: a cabeça desta escova dental pode ser um pouco grande para algumas boquinhas dos bebês.
My First Colgate, 0 a 2 anos
Escova EXTRA suave, com o cabo anatômico, porém de comprimento menor, o que pode dificultar a preensão por um adulto.
Bitufo Cocoricó Primeiro dentinho: 4-24 meses
Escova macia com cabo super longo, porém não anatômico. A cabeça é um pouco menor do que as escovas anteriores o que ajuda a escovar os dentes de boquinhas menores e mais “apertadinhas”.
KIT Escova de dente MAM, 6 +
Possui um disco de segurança que mantém a escova a uma distância segura da parte de trás da boca do bebê. Cabo longo, ótimo para preensão pelos pais e/ou responsáveis.

Baby’s Brush – Escova de dentes para bebê MAM 6 +
Este novo modelo pode dificultar a utilização pelos pais devido ao comprimento menor do cabo

CK 4260 CURAkid – 0 a 6 anos
Possui cabeça anatômica e cabo num tamanho intermediário. Diferencial: indicada para bebês e crianças maiores (até 6 anos de idade).

SEGUNDA ESCOVA

A partir desta idade, a escolha do personagem da escova de dente ganha mais importância e serve até como um estímulo, mas não podemos esquecer que é fundamental escolher uma escova de cerdas bem macias e fazer a troca periodicamente.


Colgate® Smiles Personagens 2 a 5 Anos

Escova Dental Infantil Oral-B Stages 2: 2-4 anos

TERCEIRA ESCOVA

Última escova da fase infantil.


Escova Dental Infantil Oral-B Stages 3: 5-7 anos

Escova Colgate Smiles personagens 6+
Escova Bitufo Personagens acima de 5 anos

Já escolheu a sua? Então boas compras! 😉

*Atenção: verifique a idade indicada em cada embalagem

Definindo a fluorose dental

Imagem: Dicas Odonto

Intimamente ligada à ingestão excessiva de flúor, a fluorose caracteriza-se por manchas (estrias) esbranquiçadas que aparecem nos dentes permanentes. Em casos severos, ocasiona a perda de estrutura dentária. “O flúor é um benefício maravilhoso, mas precisa ser usado com cuidado”, Mary Hayes, Odontopediatra de Chicago.

Estudos realizados no Brasil, indicaram uma alta prevalência de fluorose em crianças de Teresina – Piauí (Moura et al., 2016); prevalência estacionária entre 1998 e 2010 na cidade de São Paulo (Narvai et al., 2013) e baixa prevalência no sul do nosso país (Azevedo et al., 2014).

Nos Estados Unidos, pais de mais de 5 mil crianças de 3 a 15 anos foram entrevistados e concluiu-se que 40% das crianças norte-americanas entre 3 e 6 anos costumam encher a escova com o creme dental –  fato super perigoso para desenvolver a doença.

Mas, lembrando que somente o EXCESSO de flúor é prejudicial. A exposição ao flúor da água potável, o consumo de alimentos preparados com água fluoretada e a escovação diária com creme dental com flúor podem ser recomendadas para controlar a progressão da cárie em nível populacional (Aimée et al., 2017).

Leia + sobre o assunto aqui no Descomplica: https://descomplicaodontopediatria.com/2018/07/16/descomplicando-o-fluor-na-agua/

https://descomplicaodontopediatria.com/2018/04/28/dra-tassia-qual-a-quantidade-de-creme-dental-devo-usar/

Bibliografia consultada:

Epidemiological surveillance of dental fluorosis in a city with a tropical climate with a fluoridated public drinking water supply; Moura et al., 2016.

Dental fluorosis in children from São Paulo, Southeastern Brazil, 1998-2010; Narvai et al., 2013.

Factors associated with dental fluorosis in school children in southern Brazil: a cross-sectional study; Azevedo et al., 2014.

Dental caries, fluorosis, oral health determinants, and quality of life in adolescents; Aimée et al., 2017.

https://revistacrescer.globo.com/Criancas/Saude/noticia/2019/02/40-das-criancas-usam-mais-pasta-de-dente-do-que-deveriam.html

Devo mascar chiclete?

De vez em quando sim! O chiclete, desde que seja SEM AÇÚCAR, pode auxiliar à higiene bucal. Ele estimula a salivação em até 10 vezes, aumentando a lubrificação da boca e neutralizando os ácidos produzidos pelas bactérias que causam a cárie. E se estiver escrito na embalagem da goma de mascar que ela contém xilitol ou sorbitol, melhor ainda! Na presença desses adoçantes as bactérias NÃO conseguem fazer a fermentação (como acontece com o açúcar) e os dentes ficarão protegidos. Mas, nada de trocar a escovação após o almoço pelo chiclete, hein?