Cuidado com a Ondansetrona

A ANVISA (Agencia Nacional de Vigilância Sanitária) alerta para o risco de más formações congênitas (fenda palatina) com o uso de ondansetrona (ex. Vonau), medicamento utilizado na prevenção e tratamento de náuseas e vômitos. Ressalte-se que o mecanismo pelo qual a ondansetrona pode interferir na gravidez humana é desconhecido. Dessa forma, a segurança durante o segundo e o terceiro trimestre da gestação não está estabelecida. As investigações continuam e pode ser que futuramente o uso desse medicamento por mulheres grávidas seja contra indicado.

Texto completo disponível em: http://tiny.cc/z163dz

Aleitamento materno SIM!

Imagem Internet

O aleitamento materno é recomendado para TODAS as crianças, de maneira exclusiva até os 6 meses. Isso significa que NÃO é recomendado oferecer nenhum outro tipo de alimento e/ou líquidos neste período. Só o aleitamento materno é capaz de prevenir a obesidade, má oclusão dental, promover ganho de peso saudável, além de melhorar a aceitação de vegetais na infância. 😉

Gengivite e parto prematuro

Um estudo realizado nos Estados Unidos confirmou a forte relação do tratamento eficaz da gengivite (inflamação da gengiva) durante a gravidez com uma redução das chances de parto prematuro e de baixo peso. O estudo acompanhou 750 mulheres que possuíam gengivite moderada e severa durante a gravidez e também concluiu que:

-> as chances de contrair gengivite durante a gravidez é a mesma independente do nível socioeconômico da gestante;

-> a gravidez provoca o aparecimento de algum nível de gengivite na mulher;

-> as gestantes não estão visitando o dentista regularmente.

Fonte consultada: https://www.dentalpress.com.br/portal/tratamento-de-gengivite-diminui-parto-prematuro/#utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=tratamento-de-gengivite-diminui-parto-prematuro

Dra. Tássia, o que é Odontologia Intrauterina?

A Odontologia Intrauterina ou Odontologia para Gestantes refere-se à construção da saúde bucal antes do nascimento. Trata-se de uma abordagem da Odontopediatria em que os profissionais trabalham conscientizando a gestante sobre os cuidados com a sua saúde bucal e também com a saúde de seu bebê.

Aleitamento materno é fundamental

Um artigo de revisão crítica (internacional) acabou de ser publicado onde foi concluído que o aleitamento:

1) CONTRIBUI para a prevenção da má oclusão dos dentes decíduos;

2) ATRASA a introdução de alimentos com açúcar e por isso contribui para a prevenção da cárie dental no primeiro ano de vida;

3) MAS após os 12 meses de vida o aleitamento materno em alta frequência é FATOR DE RISCO para a cárie na infância!

Aleitamento, uma prática inquestionável!

Referência consultada: Breastfeeding and Oral Health: Evidence and Methodologial Challenges. K.G. Peres, B. W. Chaffee, C. A. Feldens, C. Flores-Mir, P. Moynihan, A. Rugg-Gunn.